"Ninguém cometeu maior erro do que aquele que não fez nada só porque podia fazer muito pouco." Edmund Burke

31.1.06

no local de trabalho

Os locais de trabalho, sejam estes o escritório, a loja ou a sala de aula, são espaços em que as pessoas passam grande parte do seu tempo, pelo que constituem uma fonte importante de consumo energético – aquecimento, arrefecimento, ventilação, iluminação, equipamentos eléctricos, etc.. É possível, mantendo níveis razoáveis de conforto, reduzir uma boa parte dos actuais consumos de electricidade, gás, papel, tinteiros, etc., compatível ainda com um ritmo de trabalho normal.

- No escritório, gerir com contenção e consciência os trabalhos de impressão ou fotocópia. Reduzir ao mínimo a quantidade de folhas impressas (muitas vezes imprime-se ou fotocopia-se desnecessariamente). Quando de facto existe a necessidade de imprimir, fazê-lo de ambos os lados das folhas ou em folhas já impressas num dos lados.

- Ligar as impressoras e/ou fotocopiadoras quando efectivamente for necessário. Não faz sentido do ponto de vista energético manter um aparelho ligado se não estiver a ser usado (entenda-se por períodos longos – superiores a cerca de 45 min.).

- Potenciar ao máximo o uso de luz solar durante o dia (com a ajuda de persianas, cortinados ou de posicionamento das mesas e cadeiras é possível evitar os reflexos em ecrãs de computador sem precisar de acender a luz eléctrica) e ter esquemas de ligação que permitam desligar parte das lâmpadas à noite, caso alguém fique a trabalhar até tarde.

- Desligar (modo OFF) a maior quantidade possível de equipamentos eléctricos (computadores, impressoras, luzes, fotocopiadoras, etc.) durante o tempo do almoço.

- Sempre que possível potenciar a ventilação natural, através da abertura de janelas (a menos que o edifício esteja especialmente preparado para a ventilação natural) em locais estratégicos para provocar correntes de ar, possibilitando a reciclagem do ar e arrefecimento dos espaços nos dias de calor. Esta medida evita o uso excessivo de ventilação forçada (equipamentos electromecânicos) e/ou de ar condicionado.

- Tal como na habitação, o aquecimento do espaço de trabalho só é realmente eficaz se o espaço estiver devidamente isolado e as portas e janelas (para o exterior) forem de boa qualidade (vidros duplos, caixilharias modernas, vedantes, etc.). Evitar aquecimentos com resistência eléctrica.